sexta-feira, 30 de maio de 2014

Ministro Joaquim Barbosa anuncia sua saída do STF


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, anunciou na quinta-feira   (29/05/2014), no início da sessão plenária da Corte, sua decisão de se afastar do cargo e do serviço público, no fim de junho. “Afasto-me não apenas da Presidência, mas do cargo de ministro”, informou, ressaltando que deixará o serviço público após quase 41 anos. "Tive a felicidade, a satisfação e a alegria de passar a compor esta Corte, no que é talvez o seu momento mais fecundo, de maior criatividade e de importância no cenário político-institucional do nosso país. Sinto-me deveras honrado de ter feito parte deste colegiado e ter convivido com diversas composições e, evidentemente, com a atual composição do Supremo Tribunal Federal. Eu agradeço a todos. Muito obrigado”.
Na qualidade de ministro mais antigo presente no Plenário no início da sessão, o ministro Marco Aurélio lamentou a saída antecipada do ministro Joaquim Barbosa. Ele lembrou a atuação do ministro Joaquim Barbosa nos trabalhos das duas Turmas e no Plenário da Corte, particularmente sua participação, como relator, no julgamento da Ação Penal (AP) 470. “Tendo em conta desígnios insondáveis – não atribuo apenas ao computador –, Vossa Excelência veio a ser relator de uma ação penal importantíssima na qual o Supremo, como colegiado, acabou por reafirmar que a lei é lei para todos, indistintamente. Acabou por revelar que processo em si não tem capa, processo tem conteúdo, e que não se agradece este ou aquele ato a partir da ocupação da cadeira no próprio Supremo”, ressaltou. 
PGR
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, lamentou a saída do ministro Joaquim Barbosa, qualificando-a como “prematura”. Lembrou que assumiu ao lado dos atuais ministros Joaquim Barbosa e Gilmar Mendes, em 1º de outubro de 1984, a função de procurador da República e que “jamais imaginaria que, um dia, viria a compartilhar julgamentos com eles na Suprema Corte”. Janot apresentou a Joaquim Barbosa os agradecimentos do Ministério Público brasileiro por sua atuação.
FONTE: STF
FK/EH

DOIS ARTIGOS DE João Baptista Herkenhoff

Sentença que mudou a rota de uma vida

          Dentre as milhares de decisões que proferi na carreira de juiz, há uma que me traz uma lembrança especial porque mudou a rota de uma vida.
A sentença a que me reporto veio a se tornar muito conhecida porque pessoas encarregaram-se de espalhá-la: por xerox, primeiramente; depois por mimeógrafo; depois por e-mail; finalmente, veio a ser estampada em sites da internet. Primorosos trabalhos de arte foram produzidos a partir do caso, por pessoas que não conheço pessoalmente: Odair José Gallo e Mari Caruso Cunha (versões sonoras e com imagens).
A protagonista do caso judicial chamava-se Edna.
          Hoje, aos 77 anos, a memória visual me socorre. Sou capaz de me lembrar do rosto de Edna e do ambiente do fórum, naquela tarde de nove de agosto de 1978, há trinta e seis anos portanto. Uma mulher grávida e anônima entrou no fórum sob escolta policial. Essa mesma mulher grávida saiu do fórum, não mais anônima porém Edna, não mais sob escolta porém livre.
          Após ouvir, palavra por palavra, o despacho que a colocou em liberdade, Edna disse que se seu filho fosse homem ele iria se chamar João Batista. Mas nasceu uma menina, a quem ela deu o nome de Elke, em homeånagem a Elke Maravilha.
          Edna declarou no dia da sua liberdade: poderia passar fome, porém prostituta nunca mais seria.
          Passados todos estes anos, perdi Edna de vista. Nenhuma notícia tenho dela ou da filha. Entretanto, Edna marcou minha vida. Primeiro, pelo resgate de sua existência. Segundo, pela promessa de que colocaria no filho por nascer o nome do juiz. Era o maior galardão que eu poderia receber, superior a qualquer prêmio, medalha, insignia, consagração, dignidade ou comenda.
Lembremo-nos de Jesus diante da viúva que lançou duas moedinhas no cesto das ofertas:
“Eu vos digo que esta pobre viúva lançou mais do que todos, pois todos aqueles deram do que lhes sobrava para as ofertas; esta, porém, na sua penúria, ofereceu tudo o que possuía para viver.” (Lucas, 21, 1 a 4).
Edna era humilde e pobre. Sua maior riqueza era aquela criança que pulsava no seu ventre. Ela não me oferecia assim alguma coisa externa a ela, mas algo que era a expressão maior do seu ser. Se a promessa não se concretizou isto não tem relevância, pois sua intenção foi declarada. O que impediu a homenagem foi o fato de lhe ter nascido uma menina. Em razão do que acabo de relatar, se eu encontrasse Edna, teria de agradecer o que ela fez por mim. Edna me ensinou o que é ser juiz. Edna me ensinou que mais do que os códigos valem as pessoas. Isso que eu aprendi dela tenho procurado transmitir a outros, principalmente a meus alunos e a jovens juízes.
          Segue-se a íntegra da decisão extraída da folha 32 do Processo número 3.775, da Primeira Vara Criminal de Vila Velha:
A acusada é multiplicadamente marginalizada: por ser mulher, numa sociedade machista; por ser pobre, cujo latifúndio são os sete palmos de terra dos versos imortais do poeta; por ser prostituta, desconsiderada pelos homens, mas amada por um Nazareno que certa vez passou por este mundo; por não ter saúde; por estar grávida, santificada pelo feto que tem dentro de si, mulher diante da qual este juiz deveria se ajoelhar, numa homenagem à Maternidade, porém que, na nossa estrutura social, em vez de estar recebendo cuidados pré-natais, espera pelo filho na cadeia.
         É uma dupla liberdade a que concedo neste despacho: liberdade para Edna e liberdade para o filho de Edna que, se do ventre da mãe puder ouvir o som da palavra humana, sinta o calor e o amor da palavra que lhe dirijo, para que venha a este mundo tão injusto com forças para lutar, sofrer e sobreviver.
         Quando tanta gente foge da maternidade; quando milhares de brasileiras, mesmo jovens e sem discernimento, são esterilizadas; quando se deve afirmar ao mundo que os seres têm direito à vida, que é preciso distribuir melhor os bens da Terra e não reduzir os comensais; quando, por motivo de conforto ou até mesmo por motivos fúteis, mulheres se privam de gerar, Edna engrandece hoje este Fórum, com o feto que traz dentro de si.
         Este Juiz renegaria todo o seu credo, rasgaria todos os seus princípios, trairia a memória de sua Mãe, se permitisse sair Edna deste Fórum sob prisão.
Saia livre, saia abençoada por Deus, saia com seu filho, traga seu filho à luz, que cada choro de uma criança que nasce é a esperança de um mundo novo, mais fraterno, mais puro, algum dia cristão.
         Expeça-se incontinenti o alvará de soltura.

João Baptista Herkenhoff é Juiz de Direito aposentado. Foi um dos fundadores da Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Vitória. Tem participado de debates em universidades e em outros espaços. Seu mais recente livro é: Encontro do Direito com a Poesia – crônicas e escritos leves – GZ Editora, Rio de Janeiro.

XXX

Minha UFES

A criação da Universidade Federal do Espírito Santo marcou a entrada do nosso Estado numa nova etapa histórica.
Profissionais que forjaram seu espírito nos bancos de nossa Universidade foram os anunciadores dos horizontes que se abriam.
          A UFES não é apenas um patrimônio dos atuais alunos, funcionários e professores, ou de professores e funcionários aposentados, ou de profissionais formados pela Universidade. É um patrimônio do povo capixaba.
          A história da UFES acompanhou passo a passo a história espírito-santense nos últimos sessenta anos. Quando a liberdade foi suprimida no panorama nacional, ali na UFES germinou o grito de resistência. Professores não se submeteram à suposta autoridade dos que podiam submeter  o corpo, mas não eram capazes de alcançar a alma. Nas salas, opunham-se à ditadura, criticavam o arbítrio, mesmo sabendo que as aulas estavam sendo gravadas pela Polícia Política exercida por um falso aluno. No DCE e nos diretórios acadêmicos das faculdades, heroicos líderes estudantis mantinham acessa a tocha da resistência.
          Tenho título para reverenciar as seis décadas da UFES como ex-professor e ex-aluno. Neste artigo quero me lembrar do aluno que fui, prestar tributo a minha UFES. Ingressei no Curso de Direito assim que completei a idade mínima exigida por lei. Na posição de ex-aluno, desejo homenagear um professor que simbolicamente represente todos os outros. Da mesma forma vou relembrar um colega de turma que igualmente seja o representante dos demais.
Para a reverência aos professores escolho Jair Etienne Dessaune, catedrático de Direito Romano. Que professor dedicado e competente! Era rigoroso com os alunos, mas rigoroso consigno também. Jamais faltava a uma aula. Naquele tempo o aluno podia passar de ano ficando pendurado numa matéria. Dezenas de alunos ficavam pendentes com Jair Dessaune por não terem se debruçado com o devido cuidado à face do Corpus Juris Civiilis.
Para homenagear os colegas de turma elejo Demistóclides Baptista, o nosso Batistinha. Já naquele tempo de estudante ele era um líder sindical respeitado pelos colegas ferroviários e temido pelas armas do Poder. Batistinha era inteligentíssimo, portador de uma cultura que ia muito além do Direito. Era simples, modesto, amigo. Dialogando com ele aprendi muito. Batistinha  entusiasmou-se com o então Papa João XXIII, que foi o primeiro Papa a exaltar o Socialismo numa encíclica. Observando o posicionamento de João XXIII nas questões sociais, com uma surpreendente guinada à esquerda, ele me disse: é João, você é católico e eu sou comunista, mas com este Papa nós vamos nos encontrar.

 João Baptista Herkenhoff é magistrado aposentado, Livre-Docente da Universidade Federal do Espírito Santo e escritor.

É livre a divulgação deste artigo por qualquer meio ou veículo, inclusive através da transmissão de pessoa para pessoa.

terça-feira, 27 de maio de 2014

FRANCISCO NA TERRA DE JESUS CRISTO - Peregrinação do papa à Terra Santa é marcada por acordos de paz e diálogo

A peregrinação ecumênica do papa Francisco à Terra Santa teve início na sexta-feira, 24/05/2014, com visita ao Santo Sepulcro e Muro das Lamentações onde Francisco rezou pela paz no mundo, meditando a oração do Pai-Nosso.
No domingo, 25, o papa chegou a Jerusalém para celebrar o 50º aniversário do encontro de Paulo VI e Antenágoras, marco histórico do diálogo ecumênico da Igreja. Na chegada, foi recebido pelo patriarca greco-ortodoxo Bartolomeu de Constantinopla e pelos chefes das igrejas em Jerusalém.
A agenda encerrou no dia  26, marcando o terceiro dia da peregrinação, com visita ao grão-mufti de Jerusalém, a dois grão-rabinos de Israel no centro Heichal Shlomo e ao presidente de Israel Shimon Peres.
No período da tarde, constava reunião do papa com o patriarca Bartolomeu I, no edifício diante da igreja ortodoxa no Horto das Oliveiras. O roteiro ainda previa o encerramento da visita à Terra Santa com missa na Sala do Cenáculo, e em seguida o retorno a Roma.
Ao todo, o papa teve 14 intervenções, entre homilias e discursos, e a assinatura de uma declaração conjunta com o patriarca da Igreja Ortodoxa de Constantinopla.
Pela paz
A Jordânia foi a primeira etapa da peregrinação, que teve como tema  “Que todos sejam um”. Em Amã, o papa reuniu-se com o rei Abdullah e Rania. Após encontro, seguiu de helicóptero para Belém onde discursou para autoridades locais, comunidades palestinas da Cisjordânia e da Faixa de Gaza. Francisco expressou solidariedade aos povos que sofrem por consequência dos conflitos e convocou para a paz.
“Chegou a hora de se demonstrar coragem, generosidade e criatividade, em prol do bem comum; a coragem de se construir a paz, alicerçada no reconhecimento, por parte de todos, do direito da coexistência de dois Estados, que gozem da paz e da segurança, entre os confins internacionalmente reconhecidos”.
Na ocasião, o papa falou ao presidente do Estado da Palestina, Mahmoud Abba, a quem chamou de “homem da paz”, desejando que a aliança entre os cristãos seja permanente. 
Declaração Comum 
Em encontro na Basílica do Santo Sepulcro, em Jerusalém, o papa Francisco e o patriarca Bartolomeu assinaram declaração comum, pedindo progresso na aproximação entre as igrejas católica e ortodoxa, quase dez séculos depois. Ajoelhados na entrada da basílica, onde, de acordo com a tradição cristã, Jesus foi crucificado e ressuscitou, os líderes selaram a unidade.
Francisco e Bartolomeu se comprometeram a respeitar "as legítimas diferenças, pelo bem de toda a humanidade” e em trabalhar para que "todas as partes, independentemente de suas convicções religiosas, favoreçam a reconciliação dos povos".
“Desejo renovar o desejo, expresso pelos meus predecessores, de manter diálogo com todos os irmãos em Cristo, para encontrar uma forma de exercer o ministério próprio do Bispo de Roma que, em conformidade com a sua missão, possa se abrir a uma nova situação e ser, no contexto atual, um serviço de amor e de comunhão reconhecido por todos”, disse Francisco na assinatura da Declaração.
(FONTE: SAITE DA CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL (CNBB))

CATÓLICOS COLATINENSES TÊM NOVO LÍDER - Administrador Apostólico realiza primeira visita oficial na Diocese de Colatina


O Administrador Apostólico, Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias, realizou sua primeira visita oficial na Diocese de Colatina, no dia 23 maio. No inicio da manhã, foi conduzido pelo bispo emérito Dom Décio Sossai Zandonade e pelo Chanceler padre Ernandes, para uma apresentação aos funcionários da Mitra Diocesana.

Ainda pela manhã, aconteceu à reunião do Colégio dos Consultores, conselho formado por presbíteros, com a função de auxiliar o bispo diocesano, ou no caso de uma diocese vacante o administrador apostólico em todas as ações do governo da diocese. Durante a reunião foi apresentado ao administrador um pouco da história de caminhada da diocese, suas ações pastorais e os seus projetos. 

Pela tarde, o administrador concedeu uma coletiva de imprensa, ressaltando a alegria de ser nomeado administrador apostólico da diocese de Colatina. “Trago uma palavra de esperança, que a Diocese não pare, venho somar para que ela continue avançando”, dom Wladimir. 

Para encerrar o dia, o administrador apostólico agendou uma visita a Casa Sacerdotal para presidir uma celebração eucarística no Seminário Propedêutico Nossa Senhora Mãe dos Pobres.

Segundo a agenda, para o dia 24, sábado, foi marcada a sua apresentação oficial na missa da Catedral às 19h, com o Chanceler Padre Ernandes. E no domingo Dom Wladimir é quem celebrou a missa das 07h e das 09h também na Catedral de Colatina.

Dom Wladimir, seja muito bem vindo entre nós!

Mensagem de Dom Wladimir 
Eu gostaria de transmitir aos fiéis da diocese de Colatina minha alegria em ser nomeado administrador apostólico, venho de coração aberto, pretendo acolher a todos. Incentivo a cada um continuar exercendo a sua função, seu ministério, seu trabalho pastoral, participando das comunidades, abraçando a Igreja, continuando a ser aquilo que estavam fazendo para que possamos fazer uma boa transição. É um tempo de espera, de preparação, oração, pedindo a Deus que ele envie um pastor santo, amigo, próximo, assim como dom Décio e com uma oração ativa a serviço da comunidade. Estamos aqui para servir, para somar, uma força a mais aqui nesta caminhada. 
Deus abençoe a todos! 

(FONTE: SAITE DA DIOCESE DE COLATINA)

ENEM - Universidade de Coimbra oferecerá 630 vagas a estudantes brasileiros

Ensino superior

Protocolo assinado na segunda-feira (26/05/2014) oficializa a utilização do Enem para o acesso à universidade portuguesa
por Portal BrasilPublicado26/05/2014 19:04Última modificação27/05/2014 10:22
A Universidade de Coimbra, em Portugal, oferecerá cerca de 630 vagas para estudantes brasileiros. Oanúncio feito nesta segunda-feira (26)pelo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Chico Soares, e pelo reitor da Universidade de Coimbra, João Gabriel Silva. Os dois dirigentes assinaram protocolo de intenções que oficializa a utilização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para o acesso à universidade portuguesa.
O presidente do Inep comentou o reconhecimento internacional do Enem durante a formalização do acordo. “O Enem está estabilizado e por isso passa a ser um exame reconhecido por outras universidades importantes também fora do País. Isso é a legitimação desse exame”, disse.

O reitor João Gabriel espera que o acordo seja o primeiro na relação entre Inep e a universidade, já que Coimbra recebeu centenas de estudantes brasileiros selecionados no âmbito do Programa de Licenciaturas Internacionais e do programa Ciência sem Fronteiras, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). “Com essas ações foi possível verificar que o Enem é eficaz na avaliação das capacidades dos candidatos, pois os estudantes com melhores classificações no exame são de fato estudantes de grande qualidade”, afirmou.

Pela manhã, o reitor se encontrou com o ministro da Educação, Henrique Paim, que destacou a importância do Enem. “Além de democratizar o acesso à educação superior, o conteúdo do exame influencia diretamente o currículo do ensino médio”, disse o ministro. “Essa decisão da Universidade de Coimbra reforça o processo de consolidação do Enem”, concluiu.

Seleção 
Para ingressar na Universidade de Coimbra, o estudante possui três opções oferecidas: Dentre elas, a candidatura direta está direcionada aos estudantes do ensino médio que concorrem a uma das vagas utilizando as notas do Enem.
A nota mínima para o ingresso por meio do exame será de 600 pontos, com pesos diferentes em cada área de avaliação. Para tentar o acesso a uma das vagas, o estudante deve se matricular até o dia 13 de junho pelo portal da universidade, devendo apresentar o certificado de conclusão do ensino médio e o resultado do Enem em 2011, 2012 ou 2013.  
Outra opção é através da transferência, na qual estudantes inscritos em universidades brasileiras, com pelo menos um semestre de frequência, podem solicitar transferência para a Universidade de Coimbra. Consulte as regras de elegibilidade, prazos e documentação necessária neste link.
Já por meio do grau duplo, os alunos inscritos em universidades brasileiras em cursos com convênio de dupla titulação com a Universidade de Coimbra podem obter diploma por ambas as universidades. Acesse a lista dos cursos para obtenção do grau duplo.

Sobre a Universidade 
A Universidade de Coimbra é uma instituição de referência em Portugal e na Europa. Uma das universidades mais antigas do mundo, foi fundada em 1290 pelo rei D. Dinis I. Recebeu em 2013 o título de Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco. 

Fonte:
Portal Brasil com informações do Ministério da Educação e da Universidade de Coimbra

COPA DO MUNDO 2014 - "Fora de campo, estamos com a mão na taça”, diz Parreira

Coordenador técnico do Brasil mostrou otimismo no início dos trabalhos na Granja Comary. Seleção estreia contra a Croácia no dia 12

por Portal BrasilPublicado27/05/2014 11:53Última modificação27/05/2014 11:53
Divulgação/CBFO coordenador técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira, dá entrevista na Granja Comary
O coordenador técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira, dá entrevista na Granja Comary
A Seleção Brasileira já está reunida na Granja Comary, em Teresópolis. E logo no primeiro dia de concentração para a Copa, nessa segunda-feira (26) deu para perceber o discurso de otimismo que norteará a preparação da equipe rumo à conquista do Hexacampeão.
Carlos Alberto Parreira foi o primeiro a falar em nome do time. Veterano em Mundiais, prestes a disputar a quinta edição da competição, o coordenador técnico da Seleção acredita que a equipe sabe como fazer uma preparação sem oba-oba, mas também sem ficar enclausurada e afastada dos torcedores. Segundo ele, isso é mais da metade do caminho para ser campeão e exorcizar a derrota na final da Copa de 1950 no Estádio Maracanã.
“Nós acreditamos mesmo. Já me contaram de tudo o que aconteceu em 1950. Houve intervenção de muita gente, artistas, políticos, torcida. O ‘fora do campo’ não ajudou. A primeira coisa que precisamos fazer é ganhar fora do campo. E não é fácil, envolve muitas coisas: logística, questões operacionais, a formação da equipe. Quando a gente consegue fazer esse trabalho, fica mais fácil. Então já estamos com a mão na taça”, disse Parreira, que deu entrevista coletiva ao lado do auxiliar técnico, Murtosa.
Parreira minimizou a importância da derrota de 1950, já que o Brasil conseguiu conquistar outros cinco títulos depois. Mas também reconheceu que vencer em casa é necessário para exorcizar de uma vez por todas qualquer fantasma que ainda possa assombrar o futebol brasileiro por causa daquela Copa.
“É a oportunidade de ganhar um título que está entalado há 64 anos. Somos a única grande seleção que ainda não tem um título em casa. Já ganhamos bastante, para nós isso está ultrapassado, mas precisamos desta vitória para acabar com essa história”, afirmou o coordenador da Seleção.
Chegada da Seleção Brasileira à Granja Comary
Sobre os treinamentos, Parreira fez questão de explicar que a Seleção não ficará tão fechada para visitantes e torcedores quanto na última Copa, na África do Sul, em 2010, nem tão aberta quanto em 2006, na Alemanha – a preparação foi feita em Weggis, na Suíça. A intenção é dar aos jogadores o maior sossego possível, mas que eles possam sentir o clima de uma competição deste tamanho no Brasil.
“Nós vamos tentar evitar os dois extremos, abertura total e fechamento total. O importante é que treinem com tranquilidade e segurança”, explicou Parreira. “A Granja Comary não tem capacidade para receber duas mil pessoas por dia. Então também é uma questão de segurança não abrir os treinos para todo mundo. Vamos sortear 10, 15 torcedores para vir ver os treinamentos ocasionalmente.”
Apresentação
Os 22 jogadores da Seleção Brasileira que se apresentaram no Rio de Janeiro – Marcelo, do Real Madrid, ganhou mais tempo depois da conquista da Liga dos Campeões no último sábado e só chega na quarta-feira (28)– subiram a serra fluminense num ônibus. Na Granja Comary, foram recepcionados pelo técnico Luiz Felipe Scolari, que já está no local desde domingo (25) com o restante da comissão técnica. Os dois primeiros dias de trabalho estão reservados aos exames médicos.
Já se sabe, no entanto, que nenhum dos atletas apresentou problemas de contusão na chegada. “Felizmente, pelo primeiro contato, já sabemos que ninguém tem problema de lesão. Isso para nós é importantíssimo. Agora, a partir dos exames, a gente vai saber das reais condições deles.”
A Seleção Brasileira treina na Granja Comary sem intervalos até 1º de junho, quando viaja para Goiânia, onde vai fazer um amistoso contra o Panamá, no Serra Dourada, no dia 3. Três dias depois, enfrenta a Sérvia, no Morumbi, em São Paulo. A estreia na Copa do Mundo está marcada para 12 de junho, na Arena Corinthians, contra a Croácia.
Parreira destacou ainda que a equipe estudou seus adversários e estão se preparando para competir com eles. “Temos um analista de desempenho, o Thiago Larghi, e dois observadores técnicos, o Galo e o Roque Júnior, além de termos um programa moderno, inglês, que permite analisar o desempenho dos adversários. E já nos antecipamos em torno do que pode acontecer nessa Copa: além das três seleções que vamos enfrentar na fase de classificação, estamos nos concentrando no momento em torno de mais 13 seleções”.
Favoritismo
A pergunta sobre o favoritismo da Seleção Brasileira surge em todas as Copas do Mundo. Naturalmente que é um assunto obrigatório, afinal, o Brasil, com o título de pentacampeão, é o time que mais venceu a competição.
Agora, no Brasil, na Copa disputada em casa, esse favoritismo pode prejudicar o desempenho da Seleção? A comissão técnica teme que esse favoritismo não vá criar uma pressão exagerada sobre os jogadores?
A pergunta foi feita por uma repórter e respondida por Parreira com outra indagação. 
“Você imagina se a comissão técnica diz para vocês que o Brasil não é favorito? Ia parecer que não temos confiança no time, entre outras coisas. Temos um time com fome de vencer, está com vontade de ganhar essa Copa”, disse o coordenador técnico.
Parreira acrescentou ainda que a Seleção conta com um ambiente muito bom, com toda e melhor estrutura de trabalho posta à disposição pela CBF e ressaltou igualmente o outro lado do favoritismo.
“Favoritismo não ganha jogo muito menos Copa do Mundo se não houver talento e vontade”, concluiu Parreira.

Quer apostar? Quina de São João vai sortear R$ 100 milhões

Loteria

Apostas para o concurso especial já começaram. Sorteio é dia 24 de junho, em Campina Grande. O valor mínimo da aposta é R$ 1
por Portal BrasilPublicado27/05/2014 11:30Última modificação27/05/2014 11:30
O concurso nº 3.517 da Quina vai sortear o prêmio de R$ 100 milhões.  O sorteio será realizado no dia 24 de junho, às 20h25 (horário de Brasília), dia comemorativo de São João. A Quina de São João é um dos concursos especiais das Loterias da Caixa. 
As apostas com volante específico poderão ser feitas a partir desta segunda-feira (26) e terão o mesmo custo que as apostas regulares da Quina. O preço da aposta simples, com 5 números, é de R$ 1. Mas o apostador também pode pagar R$ 4 e concorrer com 6 números ou pagar R$ 10 e concorrer com 7 números.
A partir de 17 de junho todas as apostas da modalidade serão voltadas para o concurso especial da Quina, inclusive com a utilização dos volantes regulares da modalidade. O sorteio será realizado em Campina Grande (PB), no Caminhão da Sorte da Caixa.
O prêmio da Quina de São João não acumula. Se não houver ganhadores na faixa principal o prêmio será dividido entre os acertadores da quadra e assim por diante. 
Como jogar
Para apostar na Quina, basta escolher 5, 6 ou 7 números, entre os 80 disponíveis no volante. O apostador que acertar 3, 4 ou 5 números, recebe o prêmio da respectiva faixa. Ao apostar nas Loterias Caixa, o cliente pode ainda optar pela Surpresinha, quando o sistema escolhe os números por ele.
Além da Quina de São João, as Loterias da CAIXA também oferecem mais três concursos especiais, que garantem aos apostadores um grande prêmio dentro da modalidade: Mega da Virada, Lotofácil da Independência e Lotomania de Páscoa – a edição deste ano foi em abril e pagou ao ganhador mais de R$ 37 milhões.
(NOTA DO BLOG WWW.REPORTERPAULOMACIEL.BLOGSPOT.COM : ESTE COMPUTADOR FICOU EM PERÍODO DE MANUTENÇÃO DE 11 A 26 DE MAIO DE 2014. POR ISSO NÃO FORAM PUBLICADAS INFORMAÇÕES NESSE ESPAÇO DE TEMPO. ESPERAMOS FUNCIONAR NORMALMENTE, SE NÃO HOUVER NOVOS PROBLEMAS ALHEIOS À NOSSA VONTADE. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO DE TODOS OS SEGUIDORES E AMIGOS DA PÁGINA.)

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Festa da Penha 2014, em Vila Velha/ES. É a Festa de Nossa Senhora da Penha, Padroeira do estado do Espirito Santo

Imagens e texto: Paulo R. Maciel para o blog REPORTERPAULOMACIEL.BLOGSPOT.COM

A Festa da Penha - cujo dia principal foi 28 de abril de 2014 (segunda-feira) - é realmente uma das maiores festas católicas do país. Nossa Senhora da Penha - ou Nossa Senhora das Alegrias - é uma intercessora  muito poderosa junto a Jesus Cristo, nosso Deus,  para muitas pessoas que já comprovaram grandes graças atendidas. É muito bonito ver as demonstrações de fé de crianças e adultos, homens e mulheres, pessoas de todas as partes do país, nas visitas ao Convento da Penha, em Vila Velha/ES. Além da fé católica, a vista panorâmica que se tem do alto do convento é sensacional. Dá pra apreciar grande parte da Praia da Costa, Itapoã, Itaparica, vários outros  bairros de Vila Velha, bairros de Vitória/ES, a linda Terceira Ponte, dependências da EAMES (Marinha do Brasil) e do 38 BI (Exército), na Prainha, entre outras paisagens. Nos dia de festa, o pacato bairro Prainha, em Vila Velha, fica bastante movimentado com a chegada de inúmeros turistas. Aliás, os turistas visitam o Convento da Penha não só na data da festa, mas durante o ano todo. Assistir às missas do Convento é renovar a alma com as bênçãos da Santa Mãe de Deus.

(AUTORIZADA A REPRODUÇÃO CITANDO A FONTE: WWW.REPORTERPAULOMACIEL.BLOGSPOT.COM)


Pastoral da Saúde visita enfermos em Colatina/ES. Orações confortam e levam ânimo de vida

video
Texto e imagens: Paulo R. Maciel para o blog REPORTERPAULOMACIEL.BLOGSPOT.COM

É muito bonito o trabalho que faz a Pastoral da Saúde, da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, em Colatina/ES. Na quarta-feira (30/04/2014) fui visitar o meu amigo "Juarez da Telest", que se recupera de uma enfermidade na Casa de Saúde Santa Maria, e lá chegaram as simpáticas senhoras da Pastoral. Elas levaram palavras de conforto, santinhos (Jesus Cristo e São Camilo de Lélis) e orações. Parabéns a todos vocês da Pastoral da Saúde por essa ação voluntária. Eu já feiz, há algum tempo, uma reportagem nesse sentido com a Pastoral nas dependências do Hospital Sílvio Avidos. É assim que deve caminhar a humanidade.

Visitar enfermos é um ato de humanidade. "Juarez da Telest" recupera-se na Casa de Saúde Santa Maria, em Colatina/ES

video


Texto e imagens: Paulo R. Maciel para o blog REPORTERPAULOMACIEL.BLOGSPOT.COM

Estive visitando o meu amigo "Juarez da Telest", que se encontra enfermo, mas em plena recuperação, na Casa de Saúde Santa Maria, em Colatina/ES. Pude conversar com ele e sua esposa Raquel, além de outras pessoas que faziam sua visita. Faço um destaque especial para as duas senhoras integrantes da Pastoral da Saúde da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus que lá estiveram. Além de levar conforto e orações, elas distribuíram santinhos de Jesus Cristo e de São Camilo de Lellis, "celeste patrono dos doentes dos hospitais e dos enfermeiros". A Oração do Poder e a Oração a São Camilo são importantes meios para se alcançar graças dos Céus. (Visita feita no dia 30/04/2014)