sábado, 21 de outubro de 2017

TEMPORAL CAUSA ESTRAGOS EM COLATINA/ES. UMA FAMÍLIA FICOU DESALOJADA


No fim da tarde e início da noite de sexta-feira (20-10-2017), por volta das 18h, um vendaval atingiu a cidade de Colatina/ES levando medo e correria a alguns bairros.Foto de Paulo Roberto Maciel Maciel. No bairro São Marcos, a Defesa Civil registrou o caso de uma família desalojada que foi acolhida por vizinho, segundo o coordenador do órgão, Luís Felipe (foto). A casa dessa vítima teve o telhado arrancado pela forte ventania. Várias casas tiveram problemas nos telhados em vários pontos da cidade. Houve ainda queda de árvores e falta de energia em algumas partes da zona urbana.
O fenômeno meteorológico também atingiu a cidade de Marilândia/ES, que ficou sem energia elétrica. O Incaper informou que a intempérie teve ventos de 70km/h e foi provocada pela alta pressão em conjunto com uma massa de ar quente. Fonte: ESTV1ªEdTVGazeta.TEXTO E FOTOS (a partir de imagens televisivas): Repórter, radialista e blogueiro Paulo Maciel, de Colatina/ES, para a rede social facebook.com/paulomacieldaradio e o blog reporterpaulomaciel.blogspot.com(21-10-2017)

MANCHETES DE "A TRIBUNA" (SÁBADO, 21-10-2017)

"PACIENTES DENUNCIAM MÉDICOS POR ERROS E CONSULTAS RÁPIDAS", é esta a principal manchete do jornal A TRIBUNA, editado em Vitória/ES e com circulação em várias cidades. O diário complementa: "São 302 denúncias no estado, incluindo um paciente que foi fazer cirurgia na perna direita e saiu com a esquerda operada. Mas há reclamações também sobre consultas e prescrições erradas de remédios".
OUTROS DESTAQUES: "MULHER DECIDE CASAR SOZNHA APÓS TÉRMINO DE NOIVADO"; "Vida de João de Deus vira filme"; "EMPRESAS VÃO LIBERAR 1.500 PARA TRABALHAR EM CASA"; "PAI DE SANTO É PRESO ACUSADO DE MANDAR MATAR NAMORADO POR CIÚME"; "DONOS DE QUIOSQUES DE GUARAPARI PEDEM DESCULPAS A MINEIROS".
TEXTO E FOTO: REPÓRTER, RADIALISTA E BLOGUEIRO PAULO MACIEL, DE COLATINA/ES, PARA A REDE SOCIAL facebook.com/paulomacieldaradio E O BLOG reporterpaulomaciel.blogspot.com (21-10-2017)

MANCHETES DE "A GAZETA" (SÁBADO, 21-10-2017)

"CONTORNO DO MESTRE ÁLVARO FICA SÓ NA PROMESSA. DE NOVO", é esta a principal manchete do jornal A GAZETA, editado em Vitória/ES e com circulação em várias cidades. O diário complementa: "Obra para aliviar o trânsito da BR 101 estava prevista para começar no mês passado, mas até agora, nada. O Dnit ainda aguarda avaliação do TCU sobre mudança no projeto. Por sua vez, o governo estadual divulgou ontem a liberação de R$ 26,6 milhões para desapropriações no entorno do Mestre Álvaro".
OUTROS DESTAQUES: "VISITANTE ILUSTRE: "TRAGÉDIA EM GOIÁS -
ADOLESCENTE MATA 2 COLEGAS E FERE MAIS 4 EM ESCOLA"; "Submarino Tupi S-30, da Marinha, passa por Vitória para abastecer e vira atração na baía"; "NOVAS REGRAS - PREVIDÊNCIA: REFORMA PODE SER MAIS RADICAL".
TEXTO E FOTO: REPÓRTER, RADIALISTA E BLOGUEIRO PAULO MACIEL, DE COLATINA/ES, PARA A REDE SOCIAL facebook.com/paulomacieldaradio E O BLOG reporterpaulomaciel.blogspot.com (21-10-2017)

Foto de Paulo Roberto Maciel Maciel.

GOVERNO CRIA REGRAS PARA CRIMINALIZAR QUEM MANTÉM TRABALHO ESCRAVO

GARANTIA DE DIGNIDADE - Fiscalização mais severa, multas elevadas e a participação da Polícia Federal estão entre as medidas que vão garantir a punição adequada a quem comete esse crime
Para aumentar a segurança jurídica no combate ao trabalho análogo à escravidão, o Brasil criou regras mais claras. Uma portaria do Ministério do Trabalho vai gerar, a partir de agora, as condições necessárias para a efetiva criminalização e prisão de quem comete esse tipo de crime. Com as regras mais claras, falhas poderão ser evitadas no processo de punição aos envolvidos. Essas mudanças, que constam em uma portaria do Ministério do Trabalho, também acabam com dúvidas sobre o que é trabalho análogo à escravidão, trabalho forçado, jornada exaustiva e condição degradante. Fiscalização mais forte - O texto ainda deixa a fiscalização mais severa. Sempre que um auto de infração for aberto, simultaneamente ocorrerá uma investigação criminal. A Polícia Federal também participará de todas as ações. Os processos para autuar e punir esses criminosos terão um novo padrão, forte o suficiente para produzir provas mais sólidas. As multas pelo crime terão aumento de até 500%. O resultado prático que se deve almejar é a produção de efeitos inibidores e corretivos com a prisão e criminalização dos infratores”, afirmou o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. “Quero que os trabalhadores tenham a certeza de que o combate ao trabalho escravo é uma política pública permanente que continuará recebendo toda a atenção deste ministério”, garantiu. Conceito de trabalho escravo - Todas essas mudanças fazem parte de uma portaria publicada nesta semana e que aborda a concessão de seguro desemprego a pessoas resgatadas pelo Estado em situação análoga à de escravidão. O texto também define as condições necessárias para aumentar a segurança jurídica no combate ao crime. Com essa portaria, o governo criou também uma regulamentação para a inclusão do nome de empregadores no cadastro do trabalho escravo. As novas regras classificam como trabalho análogo à escravidão a situação em que o trabalhador é obrigado a cumprir uma tarefa sob ameaça de punição e coação. Também entram nesses casos as condições que impeçam a livre locomoção desses trabalhadores ou o obriguem a executar serviço em função de dívidas feitas com o empregador. Segurança armada que obrigue esse empregado a trabalhar, isolamento geográfico e a retenção de documentos de modo a impedir a saída dessa pessoa também é classificado como situação análoga à escravidão. (20-10-2017). Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério do Trabalho. POSTADO POR REPÓRTER, RADIALISTA E BLOGUEIRO PAULO MACIEL, DE COLATINA/ES, NA REDE SOCIAL facebook.com/paulomacieldaradio E NO BLOG reporterpaulomaciel.blogspot.com (21-10-2017)

FOTOS DE ALUNOS DO SESC-COLATINA COM POETA PEDRO AMÉRICO DE FARIAS

Ao fim de uma oficina de Literatura para adultos, no Sesc-Colatina, o ministrador do curso e professor Pedro Américo de Farias chamou os estudantes mirins da escola para uma apresentação. O repórter Paulo Maciel, que participou da oficina, fez algumas imagens com sua câmera digital e posou para outras junto ao grupo de participantes, o professor e uma convidada.
Texto e fotos: Repórter, radialista e blogueiro Paulo Maciel, de Colatina/ES, para a rede social facebook.com/paulomacieldaradio e o blog reporterpaulomaciel.blogspot.com (21-10-2017)

Repórter Paulo Maciel e professor Pedro Américo-Curso no Sesc de Colatin...

Repórter Paulo Maciel vê Pedro Américo dançar coco com alunos-Sesc Colat...